Entidades da região congregam esforços em prol do sector aeronáutico

Rádio Pax - 19/04/2017 - 00:00

Entidades da região congregam esforços em prol do sector aeronáutico

Várias entidades da região firmaram ontem, em Beja, o compromisso de colaboração para o desenvolvimento do sector aeronáutico no Alentejo.

O protocolo assinado visa criar uma plataforma colaborativa e de discussão sobre o sector. A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento do Alentejo, Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo, Federação Portuguesa das Indústrias Aeronáutica, Espaço e Defesa, Universidade de Évora, municípios de Beja, Évora e Ponte de Sor, Centro para a Inovação e Indústria, Parque de Ciência e Tecnologia do Alentejo e Associações Empresariais de Beja, Évora e Portalegre rubricaram o documento.

Roberto Grilo falou de “um dia marcante para o Alentejo”. A criação de postos de emprego altamente qualificados é uma das mais-valias sublinhadas pelo presidente da CCDRA. “Aqui a aeronáutica já não é apenas um sector emergente, mas sim uma realidade económica cada vez mais consolidada”, sublinhou.

A indústria aeronáutica movimenta milhões. Segundo a Federação Portuguesa das Industrias Aeronáutica, Espaço e Defesa, este sector mexe com 1 500 milhões de euros anualmente em Portugal e representa 15 mil postos de trabalho. No panorama europeu, os números multiplicam-se. José Cordeiro, presidente da Federação, refere que este é o sector tecnológico que está a crescer mais rapidamente. A qualidade das infra-estruturas e a qualificação dos recursos humanos são os factores valorizados na região.

O município de Beja foi uma das entidades que assinou o protocolo. João Rocha, presidente da Câmara Municipal, fala num “exemplo de congregação de esforços e rápidas decisões”.

COMENTE ESTA NOTÍCIA