Acidentes de trabalho fizeram sete mortos no distrito de Beja

No distrito de Beja, desde o início do ano perderam a vida em acidentes de trabalho, seis pessoas, mais quatro que em 2018. Os dados são da ACT- Autoridade para as Condições de Trabalho.

No país, os acidentes de trabalho mataram 46 pessoas, nos primeiros sete meses de 2019. Lisboa com oito vítimas mortais foi o distrito mais “negro” de Portugal. No lado oposto, sem registo de acidentes de trabalho mortais, ficaram os distritos de Bragança, Castelo Branco, Évora, Guarda e Portalegre.

A construção voltou a ser o sector de atividade com maior número de vítimas mortais. Logo a seguir surge a indústria transformadora.

Os meses de Março, Abril, Maio e Junho foram os que contabilizaram mais acidentes de trabalho mortais. A terça e a sexta-feira continuam a ser os dias da semana com mais acidentes fatais registados no país. As vítimas foram maioritariamente homens de nacionalidade portuguesa, com idade entre os 45 e os 64 anos.