ACOS contra mudança da tutela de animais de companhia

A ACOS- Associação de Agricultores do Sul revelou, esta semana, que subscreveu uma carta aberta ao Presidente da República e primeiro-ministro contra a transferência da tutela dos animais de companhia do Ministério da Agricultura para o do Ambiente.

Em comunicado, a ACOS explicou que subscreveu a carta “na sequência da sua posição, já tornada pública, de total desacordo com a decisão do Governo” de transferir aquela tutela da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária para o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.

A carta, que partiu da Ordem dos Médicos Veterinários, já foi subscrita por 44 entidades ligadas aos setores agrícola e pecuário, as quais expõem preocupação “perante as graves consequências que podem advir” da transferência de tutela dos animais de companhia e errantes, concretizada a 01 de janeiro deste ano.

Os subscritores salientam que a transferência de competências “ignora a opinião, unânime, de técnicos especialistas nacionais e internacionais e coloca em risco a saúde das populações e dos próprios animais” e “contraria, inclusivamente, as orientações de instituições europeias e internacionais sobre a matéria”.