ACOS exportou mais de 9 mil animais

A ACOS – Associação de Agricultores do Sul fez o balanço do primeiro ano de funcionamento do Serviço Comercial de Ovinos com vendas para exportação.

O Serviço, ainda em fase experimental, contou com a participação de 25 sócios e comercializou mais de 9 mil animais.

Segundo a ACOS, os sócios mostram-se satisfeitos com o serviço e apontam a existência de “pequenas penalizações referentes a desvios às normas adoptadas em toda a cadeia”.

A Associação sublinha que “o escoamento dos ovinos para Espanha assenta numa parceria com a OVIPOR, cooperativa com largos anos de experiência nesta matéria, e o preço de referência pago pelos animais (borregos e adultos) é o da Bolsa da Extremadura, consideravelmente acima do preço corrente em Portugal”.

Miguel Madeira, vice-presidente da ACOS, realça que são necessárias “pequenas modificações” num serviço de vendas que proporcionou “preços interessantes”.

“O Serviço de Comercialização de Ovinos funciona com base em normas muito específicas, criadas para o efeito, com o objectivo de salvaguardar os interesses dos produtores, de garantir a qualidade da produção e de normalizar procedimentos relativamente aos requisitos do mercado”, adianta a ACOS.

A segunda fase deste Serviço de Comercialização, que vai estender-se até final do próximo ano, tem as portas abertas a novos associados, adianta Miguel Madeira.

ACOS exportou mais de 9 mil animais no último ano, no quadro do Serviço Comercial de Ovinos.