Apoio ao empreendedorismo alargado em Odemira

O programa Odemira Empreende- Programa Municipal de Empreendedorismo e Emprego foi alargado a toda a faixa centra e interior do concelho de Odemira.

Este alargamento pretende promover o “desenvolvimento económico e a coesão territorial através de várias medidas e ações para dinamizar e impulsionar o tecido empresarial, com vista à captação de novos investimentos, criação de emprego e qualificação do tecido empresarial”, explica o Município.

O Odemira Empreende prevê com um conjunto de medidas, que vão desde o apoio financeiro ao investimento, a implementação da Oficina do Empreendedor, incentivos à fixação de empresas nos Parques Empresariais, isenção/redução de taxas municipais nos processos de licenciamento, apoio à criação do próprio emprego, implementação da Via Verde do Empresário, implementação da Bolsa de Emprego Municipal, incentivos fiscais e o Prémio Espírito Empreendedor.

O apoio financeiro ao investimento é elegível nos Núcleos Antigos, nos Parques Municipais de Fixação de Empresas e nas Área de Reabilitação Urbana.

A Câmara aprovou recentemente novas Área de Reabilitação Urbana, que incidem nas localidades de Amoreiras-Gare, Luzianes-Gare, Pereiras-Gare, Relíquias, Santa Clara-a-Velha, São Martinho das Amoreiras e Vale de Santigo. A par destas novas Área de Reabilitação Urbana, já estavam em vigor em Odemira, Colos, São Luís, Sabóia, São Teotónio, Vila Nova de Milfontes e Zambujeira do Mar.

Entre Julho de 2015 e Dezembro de 2018, o Município de Odemira aprovou o valor total de 774 mil 393 euros em apoios financeiros a 93 projetos, dando origem à criação de 112 postos de trabalho, através das medidas do programa Odemira Empreende.

As atividades económicas com projetos mais apoiados incidem na restauração, produção de aguardente de medronho, empresas de animação e operadores marítimo-turísticos, apicultura e unidades de alojamento local.