ASPIG entende que reactivação da Brigada de Trânsito reduziria mortes nas estradas

Os dados provisórios são da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR). Este ano já morreram nas estradas do distrito mais 3 pessoas do que em todo o ano de 2014. Os números referem-se a vítimas cujo óbito ocorreu no local do acidente ou durante o transporte para as unidades de saúde.

Quanto a acidentes e feridos graves, os números também aumentaram. Beja registou 938 acidentes, mais 50 que em igual período de 2014. Com gravidade ficaram feridas 51 pessoas, mais 4 que em igual semestre do ano passado.

José Alho, presidente da ASPIG- Associação Sócio-Profissional Independente da Guarda, olha para estes números com preocupação. Em seu entender é cada vez mais necessário reactivar a extinta Brigada de Trânsito.