Associação de Agricultores do Baixo Alentejo preocupada com cortes na PAC

A previsão de um corte de 5% na Política Agrícola Comum (PAC) está a preocupar os agricultores.

A Associação de Agricultores do Baixo Alentejo (AABA) receia as consequências da redução das ajudas ao sector, no quadro da PAC pós 2020

Na opinião de Francisco Palma, presidente da Associação, os cortes prejudicarão não só os “homens da terra” como os consumires.

No entender deste responsável, uma das virtudes da PAC foi permitir a produção de “alimentos de boa qualidade a um preço muito baixo”.

A redução do orçamento da PAC vai conduzir a um aumento dos preços. O consumidor “pagará mais caro pelos alimentos”, alerta Francisco Palma.