BE Odemira acusa CIMAL de mentir em relação ao PART

O Bloco de Esquerda de Odemira vem em nota de imprensa acusar a CIMAL- Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral de “mentir em reação ao PART- Programa de Apoio à Redução Tarifária.

O BE refere que “a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral teve um apoio de 191 mil 508 euros para implementação do programa, sendo que o Presidente da CIMAL anunciou publicamente a entrada em vigor dos novos tarifários a 1 de Julho de 2019”.

Segundo o comunicado enviado às redacções, “em nenhum dos Municípios do Alentejo Litoral ocorreu” até à data “a implementação do tarifário”.

O BE recomenda à CIMAL que “preste um esclarecimento cabal, do porquê da não entrada em vigor do PART na data anunciada”, que tome “rapidamente todas as diligências necessárias para a entrada em vigor do novo tarifário,  disponibilize informação junto dos utilizadores”, que efetue “um levantamento dos utentes que não obtiveram a redução de tarifário previsto a partir de 1 de Julho e indemnize “os mesmos na quantia de que foram penalizados”.

Pedro Gonçalves, deputado do BE na Assembleia Intermunicipal do Alentejo Litoral disse à Rádio Pax que a população tem questionado este atraso.