BE volta a contestar “privatização” da água

O núcleo do Bloco de Esquerda de Almodôvar frisa que o actual mandato autárquico iniciou-se e termina com problemas de água.

Se no início do mandato foi a segurança e qualidade da água que esteve em causa, quando foi detectada Legionela na rede de distribuição, agora é a situação de seca que impõe restrições ao uso da água.Numa nota enviada às redacções, o Bloco de Esquerda lembra que “sempre se mostrou relutante nos processos de privatização da água por entender que este, por ser um bem vital, deve ser garantido pelo estado, protegido da especulação e interesses privados”.

O BE contesta a decisão do anterior executivo do PSD ter atribuído “à Águas Públicas do Alentejo (AgdA) a exploração e a gestão dos serviços públicos de abastecimento”.

O Bloco critica ainda a “pompa e circunstância” com que o actual presidente da Câmara “exibe as contas da água pagas” à Águas Públicas do Alentejo.

Filipe Santos, membro do Núcleo de Almodôvar do BE, não vê vantagens na entrega da gestão da água à empresa Águas Públicas do Alentejo.