Beja mais do que duplicou a capacidade exportadora em 4 anos

O presidente da Câmara de Beja assegura que o volume de exportações mais do que duplicou, no concelho, nos últimos 4 anos.

De acordo com Paulo Arsénio, em 2014 o volume das exportações era de 50 milhões de euros. O valor subiu para os 91 milhões de euros, em 2015. Em 2016 atingiu os 113 milhões de euros e em 2017 os 120 milhões de euros.

Contudo, a população diminuiu neste período.

O autarca considera que a riqueza está a ser gerada, mas o território não está a conseguir fixar as pessoas.

Paulo Arsénio defende que reorganização do território, a implementação de políticas fiscais vantajosas para o interior e a criação de boas acessibilidades poderão contribuir para a resolução de alguns dos problemas que afectam o interior.

“Poderão ser três chaves, que de forma articulada entre si, travem o êxodo das populações do interior”, sublinhou o autarca na conferência organizada, ontem, em Beja, pelo “Movimento pelo Interior”.