Beja: Vaga de assaltos preocupa populações

Nos últimos meses têm acontecido vários assaltos a estabelecimentos ligados à restauração em aldeias do concelho de Beja.
Segundo a GNR de Beja, as freguesias de Baleizão, Salvada e Beringel foram algumas das localidades escolhidas desde o passado mês de Fevereiro.
O último assalto aconteceu na madrugada de domingo, na localidade de Vila Azedo, freguesia de Nossa Senhora das Neves, concelho de Beja. Entre objectos e dinheiro os assaltantes levaram cerca de mil euros do interior do café.
“Tentaram entrar pelo telhado mas, ao aperceberem-se que tinha placa de cimento, entraram pelo quintal”, explicou à Rádio Pax Joaquim Água-Doce, proprietário do estabelecimento comercial assaltado.
No interior do café, os ladrões rebentaram a máquina do tabaco e abriram a caixa registadora esvaziando todo o interior. “Levaram também a mala da minha mulher com 200 euros dentro”, revelou o proprietário, acrescentando que o valor total do assalto “deverá rondar os 1000 euros”.
As populações destas aldeias sentem-se inseguras com esta onda de crimes já que a maioria das pessoas é idosa.
Joaquim Cameirinha, residente em Vila Azedo, também está preocupado. Nos últimos meses tem observado “algumas pessoas”, na aldeia, que não conhece. “Nestas terras pequenas toda a gente se conhece, no entanto, têm andado por aí umas caras que eu nunca vi. Se têm a ver com os assaltos, não sei. Mas que é estranho, é”, afirmou.
O Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento de Beja da GNR continua a investigar os assaltos.