Bloco de Esquerda faz balanço do trabalho na Assembleia Municipal de Odemira

O Bloco de Esquerda (BE) assegura que foi “o partido político que maior número de propostas e moções viu aprovadas na Assembleia Municipal de Odemira, entre 2013 e 2017”.

O único deputado do BE na Assembleia Municipal somou 15 documentos aprovados, contra 9 dos 11 deputados do PS; 2 dos 7 deputados da CDU; e 1 dos 2 deputados PSD/CDS.

Numa nota enviada à Rádio Pax, o Bloco destaca a moção contra a prospecção e exploração de hidrocarbonetos na Costa Vicentina, apresentada pelo deputado municipal Pedro Gonçalves e aprovada no dia 26 de Fevereiro de 2016.

Segundo o BE, pela primeira vez “a maioria dos deputados com assento na Assembleia Municipal de Odemira (nomeadamente, do Partido Socialista) estive de acordo para assumir uma posição frontal de oposição à prospecção e exploração de petróleo sem as devidas avaliações dos seus impactos económicos, sociais e ambientais, e sem consulta pública”.

Para o Bloco de Esquerda, “todo o processo tem sido conduzido de forma pouco transparente, não tendo sido devidamente informadas as populações afectadas, nem os seus representantes locais”.

O BE sublinha que nos últimos 4 anos saiu em defesa da Escola Pública e do ensino de qualidade para todos, bateu-se pela justa tributação do IMI; por uma intervenção urgente na manutenção e reparação das estradas nacionais (123, 389, 266 e 120) do concelho de Odemira.