Câmara de Aljustrel contra fecho das Finanças

O município considera que “a defesa da qualidade dos serviços públicos deverá ser uma prioridade, assim como a sua universalidade de acesso a todos os cidadãos”.

A Câmara Municipal de Aljustrel “rejeita liminarmente o compromisso assumido no âmbito do Memorando da troika, de redução do número de serviços locais de Finanças, assim como de outros serviços prestados pelo Estado, uma vez que tais medidas apenas têm como objectivo transferir para os grupos económicos importantes e rentáveis áreas na prestação de serviços públicos à custa do condicionamento ou mesmo da exclusão do acesso das populações a esses serviços”.