Câmara de Moura exige ao Governo obras na EB 2,3 da cidade

A Câmara de Moura considera “urgente” avançar com a requalificação da Escola Básica com 2.º e 3.º ciclo da cidade, “cujas infra-estruturas se encontram degradadas”.

Em Dezembro do ano passado, a direcção do Agrupamento de Escolas pediu apoio ao município, na sequência de uma rotura que deixou inundada a Secretaria da Escola.

Depois do levantamento feito pelos serviços municipais, concluiu-se que o estabelecimento de ensino necessita de obras de conservação e requalificação, nomeadamente “ao nível de substituição de janelas, estores, revisão e/ou substituição de portas interiores, revisão da rede eléctrica, substituição de instalações sanitárias e de pavimentos, criação de laboratório de física e química, trabalhos de pinturas”, revela a Câmara. A requalificação deverá rondar os 500 mil euros.

A este problema juntam-se as dificuldades de funcionamento daquele estabelecimento escolar, sobretudo no que toca ao pessoal não docente.

O Presidente da Câmara Municipal de Moura, Álvaro Azedo, reúne hoje com a Secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, para sensibilizar a tutela para estes problemas.