Câmara de Odemira exige obras na Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves

Os trabalhos foram contratados e anunciados publicamente pelo Ministério da Educação em 2011, sem que tenham sido iniciados. O atraso cria “precárias e indignas condições de trabalho de professores, funcionários e alunos, com reflexos negativos na normal actividade lectiva, no processo de ensino/aprendizagem e em toda a comunidade educativa”, refere a autarquia.

A Câmara Municipal de Odemira denuncia “a degradação dos laboratórios, a deficiente climatização do edifício, a canalização de águas obsoleta e com rupturas frequentes, mobiliário antigo e degradado, e a inexistência de uma eficaz rede de acesso à Internet”.

Ao longo dos últimos anos foram feitas várias diligências mas sem qualquer efeito. 

O município de Odemira “estranha” que em Maio último, “tenham sido anunciadas pelo
Governo, obras de vulto em 14 Escolas Secundárias e não tenha sido incluída nesta lista a Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves em Odemira.

A Câmara Municipal de Odemira exige “ao Ministério da Educação e Ciência que com a maior urgência sejam tomadas as medidas necessárias, para que sejam executadas as obras de requalificação da Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves.”

Hélder Guerreiro, vereador do Município de Odemira, afirma que a situação é “absolutamente insustentável”.