Câmara de Serpa preocupada com falta de médico de família em Pias

A Câmara Municipal de Serpa expressa, em nota de imprensa, a sua preocupação “com a não substituição do médico de família no Centro de Saúde de Pias”.

De acordo com o município, 1447 utentes estão desde Maio sem acesso a cuidados básicos de saúde.

A autarquia teve conhecimento da situação e enviou um ofício ao Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), “solicitando esclarecimentos com caracter de urgência, mas até ao momento não houve resposta”.

Ao que o Município apurou, uma médica não foi substituída, pelo que os utentes estão sem médico de família, sem consultas médicas e sem que os seus exames já realizados sejam vistos por um profissional.

“Há inclusivamente confirmação de que as grávidas de Pias não serão acompanhadas na localidade”, adianta a mesma fonte.

Apesar de não ser da sua competência, a Câmara Municipal lembra que tem “trabalhado para encontrar soluções de modo a levar o atendimento médico às zonas de menor densidade populacional e de mais difícil acesso”.