Campanha da Azeitona arranca com previsão de “produção recorde”

A Associação de Olivicultores e Lagares do Sul (Olivum) prevê uma “produção recorde” de 150 mil toneladas de azeite na campanha que arranca hoje.

A maior produção de azeite de sempre deve-se, segundo a Associação, “a uma floração que decorreu sem problemas, à pluviosidade em quantidade certa e ainda à quase ausência de pragas”.

“O olival moderno é responsável por 80% da produção nacional de azeite, estando Portugal posicionado como o 8º maior produtor mundial de azeite, com produtividades recorde no Alentejo que podem chegar – em 2021 – às 20 toneladas por hectare”, adianta a Olivum em nota enviada à Rádio Pax.

O País é o primeiro no mundo em termos de qualidade, ao produzir 95% de azeite virgem e virgem extra.

A Olivum sublinha ainda que “o olival moderno e os olivicultores estão empenhados em melhorar a produtividade, alargar mercados, trazer riqueza à região e criar emprego, contribuindo para a inversão dos números do Censos de 2021”.