Castro Verde com quadro financeiro “complicado e exigente” diz António José Brito

Em Castro Verde, os Encontros com a População já terminaram. A iniciativa começou no dia 3 de Julho em Santa Bárbara dos Padrões, passou por Casével, Entradas, São Marcos da Atabueira e terminou, na passada quarta- feira, dia 11 de Julho, em Castro Verde.

As acções pretenderam “fortalecer a relação dos munícipes com a autarquia, esclarecer as acções municipais em curso, ouvir a população e incentiva-la a uma participação pública mais activa na vida do concelho”.

António José Brito, presidente da Câmara refere que durante as sessões “ficou esclarecida a realidade financeira da autarquia e o esforço que esta faz na relação com as juntas de freguesia”.

De acordo com o autarca, a população não tinha noção “do valor significativo que a câmara transfere para as quatro juntas de freguesia”, sendo esse valor superior a 300 mil euros.

António José Brito salienta ainda que “não houve nenhum corte na transferência financeira a nível de capital para as juntas de freguesia, mas sim uma limitação no investimento”. Isso deve-se ao “quadro financeiro da autarquia”, que no seu entender é “complicado e exigente”.