Castro Verde: “Presidentes de Junta da CDU voltam a ter duas caras” diz PS

A Concelhia de Castro Verde do Partido Socialista vem, em nota de imprensa, denunciar publicamente “o comportamento inaceitável das Presidentes de Junta, eleitas pela CDU, na votação dos acordos de cooperação entre a Câmara Municipal e as Juntas de Freguesia do concelho (…)”.

Se acordo com a Concelhia, “na Assembleia Municipal, [as presidentes] votam de uma maneira e, nas Assembleias de Freguesia, votam de outra”.

Em causa está a votação a favor das Presidentes de Junta, em sede de Junta de Freguesia, de um acordo que permitirá aceder a mais de 30 mil euros para investimentos nos seus territórios quando em Assembleia Municipal se abstiveram na votação.

No documento, o PS diz que aquela atitude “revela uma completa falta de respeito por todos os fregueses que representam”.

Para o Partido Socialista  de Castro Verde, “aquela forma de fazer política por parte das eleitas da CDU, que se revela num comportamento escorregadio e insidioso, demonstra que as Presidentes de Junta defendem os interesses da população que as elegeu de maneira diferente, consoante o local onde se encontram!”.

Tiago Mamede, Secretariado da Comissão Política Concelhia de Castro Verde do PS, disse à Rádio Pax que “aquele acordo só foi aprovado graças ao voto favorável dos eleitos do Partido Socialista na Assembleia Municipal”.

“Obviamente que temos que sublinhar e destacar esse comportamento que revela responsabilidade e que põe os cidadãos e os interesses dos fregueses acima de qualquer interesse partidário”, acrescenta.