CDS preocupado com a seca

O grupo parlamentar do CDS-PP questionou os ministros da Agricultura, Floresta e Desenvolvimento Rural e do Ambiente sobre quais as medidas que estão a ser tomadas para mitigar os efeitos da seca.

A Capoulas Santos, o CDS-PP perguntou que medidas concretas adicionais está o Ministério a preparar, com efeitos imediatos, para mitigar os efeitos da seca, se o ministro vai assegurar a disponibilização de água de Alqueva às albufeiras que a ele estão ligadas, a um preço que não comprometa a viabilidade das produções, e, ainda, se face à gravidade da situação, vai ou não isentar os agricultores da Taxa de Recursos Hídricos.

Ao Ministro do Ambiente foi perguntado quando vão reunir as Subcomissões de Gestão de Albufeiras e quando serão envolvidas no processo as organizações de regadio, e quando será implementado o regime de caudal mínimo diário nas bacias hidrográficas, para que não ocorram períodos de caudal nulo.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) refere numa nota que “quase 80% de Portugal continental se encontrava em Junho em situação de seca severa e extrema”.

O CDS-PP propõe algumas medidas como a implementação do regime de caudal mínimo diário nas bacias hidrográficas, para que não ocorram períodos de caudal nulo e a transferência urgente da água necessária às albufeiras dos perímetros de rega confinantes ao Alqueva, nomeadamente Roxo, Vigia, Odivelas, Campilhas e Vale do Gaio.