12°C
Scattered clouds

Centro de Valorização da Viola Campaniça e Canto de Improviso inaugurado em São Martinho das Amoreiras

Centro de Valorização da Viola Campaniça e Canto de Improviso inaugurado em São Martinho das Amoreiras

O Centro de Valorização da Viola Campaniça e Canto de Improviso de São Martinho das Amoreiras é, hoje, inaugurado, pelas 17:30 horas.

A cerimónia conta com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Odemira, Hélder Guerreiro, e do Presidente da Junta de Freguesia de São Martinho das Amoreiras, Nuno Duarte, bem como dos tocadores, cantadores, mestres, alunos e professores, que têm perpetuado este património imaterial da região. 

Em nota enviada às redações, a autarquia de Odemira revela que “o novo equipamento é uma aposta do município na promoção e valorização da cultura local, contribuindo para o desenvolvimento económico e social da região”.

Trata-se de um investimento de cerca de 288 mil euros, com financiamento através do Alentejo 2020.

Segundo a Câmara de Odemira, “o espaço reveste-se de importância decisiva na estratégia municipal de manter e valorizar o património imaterial, sendo crucial e decisivo na identidade cultural local e no fortalecer do sentido de comunidade”.

Com o objetivo de contemplar as vertentes de ensino e investigação, pretende-se que a sede do Centro seja um espaço cultural ao serviço da comunidade, que contempla um espaço expositivo, a recriação de taberna típica e pátio que permitirá a realização de atividades ao ar livre, a par de um programa formativo regular para crianças e adultos, que tem vindo a ser desenvolvido nas escolas do interior do concelho e em vários espaços na aldeia de São Martinho das Amoreiras.

O Centro de Valorização da Viola Campaniça e do Cante de Improviso resulta de um consórcio entre o Município de Odemira, Junta de Freguesia de São Martinho das Amoreiras, Casa do Povo de São Martinho das Amoreiras e Associação para o Desenvolvimento de Amoreiras-Gare, entidades que unem esforços para o estudo, formação e divulgação das manifestações instrumentais e vocais associadas à Viola Campaniça, ao Cante de Improviso e à Poesia Popular, formas de expressão cultural marcantes na identidade do território.

A iniciativa integra o programa do Fórum Artes e Ofícios 2024: Transmitir o Fazer, que decorre no concelho de Odemira até ao final de junho, e que coloca o saber-fazer artesanal no centro do debate e da criação.

PUB

PUB

PUB

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Farmácia de serviço hoje na cidade de Beja

Publicidade

Mais Lidas

1
Ourique
Incêndio fatal em Ourique: homem perde a vida aos 62 Anos
2
Ressonância
Hospital de Beja: A espera terminou, Ressonância Magnética chegou
3
Bombeiros
Polémica nos Bombeiros de Beja: Lista rejeitada responde a comunicado da direção 
Devemos acarinhar os eleitores do Chega? Não! Não podemos
5
Odemira
Alunas de Odemira brilham em competição de ciência em Itália
6
25 de Abril
50 anos de Abril: Catarina Eufémia, um símbolo da luta antifascista
7
roubos em Beja
Semana com ameaças, agressões e roubos em Beja
8
agricultores
Agricultores que cortaram estrada em Serpa identificados pelas autoridades

Recomendado para si

23/07/2024
“Beja Acontece” hoje no Jardim do Tribunal
Faceco
21/07/2024
FACECO encerra com sucesso e atinge recorde com 40.000 visitantes (com vídeo)
Alvito
21/07/2024
Buba Espinho no encerramento da Feira Anual de Vila Nova da Baronia
Faceco
20/07/2024
FACECO destaca a importância dos produtos regionais (com vídeo)
20/07/2024
“Sábados ao Luar” em Beja apresentam Sonido Andaluz
Faceco
19/07/2024
Artesanato local brilha na FACECO (com vídeo)
19/07/2024
Noites no Logradouro com Além Cabul e Cantadores do Desassossego
18/07/2024
Hoje é dia de “Às Quintas no Jardim” de Beja