CM Beja não tem capacidade para intervir no Bairro das Pedreiras

O Bairro das Pedreiras foi inicialmente criado para uma capacidade de 200 pessoas. Atualmente naquele espaço habitam cerca de 900 pessoas e a perspetiva é para aumentar esse número, algo que representa “um dos problemas mais complicados na área do concelho de Beja”.

Essa preocupação foi deixada por Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja, em entrevista à Rádio Pax, a propósito do balanço do mandado autárquico.

O presidente da Câmara entende que a solução a encontrar tem de “ser com a ajuda do Governo e à escala global”, isto é uma solução que abranja também por exemplo, os concelhos de Cuba e Vidigueira.

Paulo Arsénio disse que não podem ser feitas promessas de soluções “miraculosas”, até porque, a autarquia “não tem capacidade nem orçamento para intervir no Bairro das Pedreiras”. A resolução do problema implica um investimento de “milhões de euros”.

Enquanto não são encontradas soluções, a médio e longo prazo, a Câmara de Beja prevê, para já,  a abertura de um contentor que servirá para dar apoio à população de âmbito escolar, serviços de emprego e segurança social.