Congresso Internacional sobre Soror Mariana Alcoforado termina em Beja

O Congresso Internacional sobre Soror Mariana alcoforado termina, hoje, em Beja. Desde sexta-feira, que a cidade acolhe a iniciativa.

Quase meia centena de participantes, oriundos de sete países, reúnem-se, na cidade para um exame aprofundado dos estudos já realizados e o lançamento de novos trabalhos sobre a clarissa alentejana e o mundo barroco em que viveu.

A iniciativa é uma organização de investigadores da Universidade Nova de Lisboa em colaboração com a Universidade de Massachusetts e com a Câmara de Beja, “Melancholy, Love and Letters”, onde investigadores, portugueses e estrangeiros, debatem em torno da obra de Mariana Alcoforado.

A comissão científica é composta por professores e pelos padres Cartageno e Aparício.

A iniciativa conta com a presença de 50 Membros do Comité de Apoio, oriundos de oito nações, bem como 45 Congressistas provenientes da Bélgica, Brasil, Espanha, França, Reino Unido, Estados Unidos da América e de várias cidades portuguesas do Norte, Centro e Sul.

A organização incluiu no programa três visitas guiadas, seis Homenagens e o lançamento de quatro livros.

Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja refere que as iniciativas estão inseridas no âmbito do Festival B, que decorreu em Junho, na cidade.

O autarca salienta que Beja voltou a ser de “uma forma muito expressiva “cidade de Mariana Alcoforado”.

O congresso decorre no Centro Social do Lidador e na Santa Casa da Misericórdia de Beja.