Cortes no orçamento da PAC e atrasos no PDR 2020 preocupam agricultores

A CAP- Confederação dos Agricultores de Portugal continua preocupada com a proposta de Bruxelas que prevê cortes na Política Agrícola Comum (PAC) após 2020.

A Confederação tem manifestado a sua preocupação sobre esta matéria numa altura em que prosseguem as negociações dos fundos para a agricultura.

Os agricultores falam em constrangimentos, numa outra área, dados os atrasos na análise dos projectos submetidos ao Programa de Desenvolvimento Rural (PDR 2020).

Luís Banha, delegado da Confederação dos Agricultores de Portugal em Beja, cita o exemplo das candidaturas para culturas permanentes onde muitos agricultores são obrigados a avançar sem garantia que os projectos serão aprovados.

A CAP adianta ainda que por falta de dotação orçamental, muitos projectos aprovados pelo PDR 2020 são remetidos para novos períodos de candidatura num processo cada vez mais demorado.

Estas são algumas das matérias em cima da mesa numa sessão de esclarecimento que a CAP agendou com os agricultores para hoje, no NERBE, em Beja.