Covid-19 aumentou pedidos de ajuda ao Banco Alimentar de Beja

Na impossibilidade de ter voluntários nos supermercados para realizar a “já tradicional campanha de recolha de alimentos durante o mês de maio”, o Banco Alimentar contra a Fome está a levar a cabo até 31 de maio, a campanha online “Alimente esta ideia.pt” e “Ajuda Vale”.

Os portugueses podem contribuir através de donativos nas caixas dos supermercados ou online em aliementestaideia.pt.

Sob o mote “Ajude a preencher este vazio”, a campanha do Banco Alimentar sensibiliza a população “para que preencham o vazio das muitas famílias que são afetadas por um cenário de carência alimentar todos os dias, uma situação agora agravada, reforçando a importância do contributo e envolvimento de cada um”.

José Tadeu de Freitas, presidente da direção da Associação “Recolher e Dar” do Banco Alimentar de Beja apela à população que contribua para esta causa.

O presidente da direção salienta que desde o início da pandemia tem-se registado um “aumento significativo de pedidos de ajuda”. Todas as semanas para além das cerca de “3 mil pessoas” que são apoiadas, o Banco Alimentar de Beja, tem ajudado mais “10 famílias”.