Covid-19: Portugal com 1020 novos casos e mais 6 mortes

Portugal registou, nas últimas 24 horas, seis mortes associadas à Covid-19, 1020 novos casos e um aumento nos internamentos, ultrapassando, hoje, os 100 nos Cuidados Intensivos.

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde indica que estão, hoje, mais sete pessoas em enfermaria hospitalar, somando agora 450.

Já nas unidades de cuidados intensivos estão 101 doentes, mais quatro em relação a segunda-feira, valor que não se registava desde 22 de abril, quando Portugal tinha 104 pessoas internadas nestas unidades.

Mais de metade dos novos casos de infeção (648) continua a ser registada na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde se verificaram também as seis mortes.

No Alentejo foram assinalados mais 32 casos, totalizando 30.685 infeções e 972 mortos desde o início da pandemia.

Os dados divulgados pela DGS mostram, também, que há uma redução de 279 no número de casos ativos totalizando, agora, 28.378 e que 1.293 foram dadas como recuperadas, nas últimas 24 horas, o que aumenta o total nacional para 821.374 recuperados.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram em Portugal 17.074 pessoas e foram registados 866.826 casos de infeção.

A taxa de incidência a 14 dias é de 120,1 por 100 mil habitantes, no que respeita a Portugal continental, e de 119,3 em todo o território nacional.

Relativamente ao índice de transmissibilidade (Rt) está atualmente nos 1,18 em todo o território nacional e 1,19 em Portugal continental.

Os dados do índice de transmissibilidade e da incidência a 14 dias são atualizados à segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 394.571 homens e 471.835 mulheres, mostram os dados da DGS. Do total de vítimas mortais, 8.962 eram homens e 8.112 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguidos da faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

Do total de mortes, 11.209 eram pessoas com mais de 80 anos, 3.644 com idades entre os 70 e os 79 anos, e 1.537 tinham entre os 60 e os 69 anos.

Rádio Pax/ Lusa