Desemprego caiu no Alentejo

O número de desempregados inscritos nos serviços de emprego do Alentejo, em Agosto passado, situava-se nos 15 622 indivíduos. Os dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) apontam para um aumento do desemprego de 5,1% face ao mês anterior (Julho). Em comparação com o mês de Agosto de 2017, o desemprego recuou na região 19,9%. O Alentejo foi a segunda região do país que em Agosto registou a maior quebra no número de inscritos nos centros de emprego face a período homólogo.

O desemprego no país atingia os 338 147 indivíduos, menos 19,1% do que em Agosto de 2017. Contudo, face ao mês anterior registou-se um aumento de 2,3% de desempregados.

Segundo o Instituto, para a diminuição do desemprego, face ao mês homólogo, “contribuíram todos os grupos do ficheiro de desempregados, com destaque para os homens, os adultos com idades iguais ou superiores a 25 anos, os inscritos há um ano ou mais, os que procuravam novo emprego e os que possuem como habilitação escolar o 1.º ciclo básico”.

Em Agosto, no Alentejo, as ofertas de emprego caíram 2,9% face ao mês anterior e 7,9% comparativamente com Agosto de 2017.