Desenvolvimento económico é prioridade para novo executivo da Câmara de Beja

O novo presidente da Câmara Municipal de Beja coloca o desenvolvimento económico como uma das suas prioridades.

Paulo Arsénio assegurou ontem, no decorrer da sua tomada de posse, que encetará todos os esforços “na tentativa de captação de investimento para o concelho”.

Este novo “ciclo” será baseado na “participação das pessoas” nos processos de decisão, frisou o presidente da Câmara de Beja.

Paulo Arsénio considera que o concelho precisa de ser “recuperado, valorizado e promovido”.

O autarca quer aproveitar as verbas dos quadros comunitários de apoio para melhorar a competitividade de Beja e “alivar progressivamente a taxa de IMI”, uma promessa deixada no decorrer da campanha eleitoral.

Em declarações à Rádio Pax, Paulo Arsénio reafirmou que pretende avançar com uma auditoria às contas da Câmara de Beja.

O novo presidente quer conhecer “a base de partida” do seu primeiro mandato.

“Esta não é uma questão de desconfiança”, frisou.

O autarca entende que “houve um excesso de ajustes directos nos últimos anos” e por isso quer saber mais informação “do que foi feito, quando foi feito e quanto foi pago”.