Director do Serpa terá pedido à equipa para se dopar

José Luís Prazeres, treinador do Futebol Clube de Serpa (FCS), abandonou o clube e levou consigo a equipa técnica e treze jogadores. Na origem desta decisão está o facto de um dos directores do clube, ter convidado os jogadores a drogarem-se no próximo jogo da Taça de Honra da 1ª Divisão Distrital.

“Não bastava andarmos com os pagamentos em atraso senão agora um director vir pedir à minha equipa para se drogar no próximo fim-de-semana”, revela Luís Prazeres. O treinador acrescenta que “pelos vistos, isto é, prática recorrente no clube…”, e mais não quis acrescentar.

José Luís diz que tem andado “com o Serpa às costas há cinco meses” e não tem dúvidas em afirmar que “equipa técnica e plantel foram enganados por esta Comissão Administrativa” que está à frente do clube. “Dizem que não têm dinheiro para pagar a ninguém e pelos vistos já têm dez ou doze jogadores contratados”, desabafa o técnico.

Apesar dos esforços, não foi possível obter uma reacção dos responsáveis do clube. No entanto, a Rádio Pax sabe que a direcção está a preparar um comunicado para justificar a sua posição em relação ao sucedido.

Fonte próxima da equipa revelou que a direcção “repudia” tudo o que foi afirmado pelo treinador e garante que a expressão “droga ou doping não foi referida em qualquer circunstância dentro do clube”.

A mesma fonte afirma que os jogadores e equipa técnica exigiram que lhe fosse pago dois meses de ordenados em atraso até quinta-feira, 07 de Fevereiro e afiança que o treinador sugeriu à direcção fazer um empréstimo para lhe pagar. “Depois destas exigências a conversa tomou outras repercussões”, justificou a mesma fonte.

Recorde-se que Serpa, Almodôvar, Aljustrelense e Penedo Gordo são as equipas com presença marcada na Final Four da Taça de Honra da 1ª Divisão. Os jogos que vão apurar as duas equipas finalistas realizam-se no Complexo Desportivo 25 de Abril de Serpa, neste Sábado.