Doentes e profissionais desconhecem importância dos cuidados paliativos

A equipa comunitária de suporte em cuidados paliativos da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) continua a assinalar o 10º aniversário.

Os profissionais que integram esta equipa, denominada “Beja+”, estão a comemorar a primeira década de existência com várias actividades ao longo desta semana.

Esta equipa presta cuidados domiciliários em situação de doença prolongada, incurável e progressiva nos concelhos de Aljustrel, Almodôvar, Alvito, Beja, Castro Verde, Cuba, Ferreira do Alentejo, Ourique, Serpa e Vidigueira.

A equipa tem como objectivos “permitir ao doente viver no domicílio a fase final da sua vida, assim como reduzir o recurso ao Serviço de Urgência hospitalar e aos internamentos evitáveis”.

Neste momento os profissionais apoiam uma centena de pacientes, mais do dobro do que no ano passado.

Catarina Pazes, enfermeira coordenadora, espera que esta semana alerte para a importância dos cuidados paliativos e quebre “resistências” à aplicação destes cuidados.

O caminho percorrido e os desafios do futuro são matérias em reflexão, esta manhã, numa conferência agendada para o Centro Unesco de Beja.

A semana comemorativa termina amanhã.