Educação é prioridade em Castro Verde

A Câmara de Castro Verde reforçou a sua aposta na educação para o ano lectivo 2018/2019. O objectivo é “proporcionar melhores condições aos alunos e a toda a comunidade educativa”.

A autarquia apostou sobretudo na Acção Social Escolar, com apoio directo de escalão A e B a 90 alunos de famílias carenciadas de todo o concelho, em auxílios económicos e em áreas como a alimentação, material escolar e transportes. A par disso, a Câmara assegura na totalidade o pagamento do transporte público em todos os escalões de ensino até ao 12º ano, num total de 214 alunos.

O Município assume, durante este ano lectivo, um investimento na ordem dos 141 mil euros.

No que respeita ao quadro de Auxiliares de Acção Educativa, este é assegurado por 38 pessoas, sendo que, 32 foram contratadas pela Câmara Municipal de Castro Verde e as restantes seis estão vinculadas ao Ministério da Educação.

A Câmara atribui também Bolsas de Estudo (23 mil 160 euros no ano lectivo 2017/18) e transporte regular entre Castro Verde e a Funcheira para alunos do Ensino Superior.

António José Brito, presidente do Município de Castro Verde refere que “a área da educação representa cerca de 4,6% do orçamento anual da autarquia”. Em seu entender, esta é uma aposta “essencial e decisiva para o fortalecimento da actividade lectiva e do sucesso escolar dos alunos”.

O ano lectivo 2018/2019 arranca, esta sexta- feira, em Castro Verde.