Eleições autárquicas 2013: Almodôvar, Mértola, Moura e Odemira

Em Almodôvar, segundo o presidente da autarquia, o processo eleitoral está a decorrer normalmente. António Sebastião destacou a freguesia de S. Barnabé que tem tido, nas suas palavras, uma grande afluência às urnas. Esta é uma situação normal na zona serrana já que os transportes disponibilizados pela autarquia circulam de manhã.

Também em Mértola o processo eleitoral decorre com normalidade. Jorge Rosa explicou que como os transportes da autarquia são feitos da parte da manhã, os idosos acabam por ir votar de manhã. Já os mais jovens costumam exercer o seu dever cívico depois do almoço fazendo com que a afluência às urnas aumente consideravelmente, acrescentou o presidente da Câmara de Mértola.

José Maria Pós-de-Mina em declarações à Rádio Pax afirmou que em Moura está tudo a decorrer com normalidade e com alguma afluência. O presidente da Câmara de Moura disse que existe secções de voto com filas de espera. Ainda assim o autarca espera mais ou menos a mesma adesão às urnas do que nos actos eleitorais anteriores.

Em Odemira as eleições decorrem com tranquilidade. As palavras são de José Alberto Guerreiro que referiu que não tem notícias de problemas. Para o presidente da autarquia odemirense o tempo é um factor com muita importância. O autarca espera que o tempo continue assim para que haja uma votação massiva que baixe o índice de abstenção.

A Rádio Pax passou pela União de Freguesia de Salvada e Quintos. Em Quintos na secção 3 dos 253 inscritos votaram 35, às 9h58. Em Salvada, a secção 1, instalada na Junta de Freguesia, tinham votado 39 eleitores dos 482 inscritos e na secção 2 tinham votado 28 dos 482.

Em Cabeça Gorda, às 10h25, na secção 1, na Casa do Povo, votaram 140 eleitores dos 649 inscritos e na secção 2, na Escola Primária, dos 650 votaram 48. Segundo os presidentes das mesas a afluência às urnas tem esta a decorrer sem incidentes.

Na freguesia de São Matias, no concelho de Beja, está instalada uma mesa de voto. Dos 594 eleitores inscritos 82 já tinham votado, às 10h40. O presidente da Junta de Freguesia de S. Matias considera que a abstenção de 33% das últimas eleições se vai manter pois o dia “não está propício” para sair de casa.