EMAS consegue resultados históricos na água não facturada

A água não facturada é uma das grandes preocupações das entidades que gerem os sistemas de abastecimento.

A Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja (EMAS) considera que “num território onde os efeitos das alterações climáticas já se fazem sentir, torna-se decisivo implementar as melhores práticas e processos de gestão que permitam reduzir as perdas de água nos sistemas de abastecimento públicos”.

As medidas implementadas pela empresa já estão a dar resultado. No 1º semestre deste ano a EMAS conseguiu uma média de 23,6% de água não facturada. No mês de Junho a Empresa alcançou o resultado mais baixo da sua história:12,3% de água não facturada.

“A actual percentagem de água não facturada em Beja está 6,6% abaixo da média nacional que se encontra nos 30,2%, num distrito onde a média ronda os 48,7%”, refere a empresa.

Rui Marreiros, administrador da EMAS, considera este um resultado “gratificante”.

A EMAS inicia agora a divulgação de resultados obtidos pela actual administração. Rui Marreiros adianta que a empresa tem uma preocupação acrescida com a “transparência”.