Empresa canadiana produz três mil quilos de canábis em Aljustrel

A exploração da RPK Biopharma, em Aljustrel já começou a dar frutos. Na primeira colheita foram produzidos, “a partir de 40 mil plantas”, cerca de “três mil quilos de flor seca de canábis”, revela a Flower Corporation, proprietária da Holigen e da subsidiária portuguesa RPK Biopharma.

Segundo a Flower, a colheira “rendeu aproximadamente três mil quilos de flor de canábis com alto teor de THC” e as colheitas nos “politúneis interiores da exploração alentejana renderam aproximadamente 35 quilos de flor seca de canábis + 20% THC”.

 Recorde-se que esta exploração situa-se em São João de Negrilhos, em Aljustrel. “Trata-se da maior plantação de canábis para fins medicinais da Europa, numa área de vai, este ano, chegar aos 40 hectares”.