Fábrica de Fortes diz que ar “não põe em causa a saúde pública”

A fábrica AZPO- Azeites de Portugal “não tem dúvidas de que o ar em Fortes, no concelho de Ferreira do Alentejo é bom e não põe em perigo a saúde pública”, anuncia a Lusa.

Esta posição da empresa vem contradizer o relatório da APA- Agência Portuguesa do Ambiente realizado entre dia 1 de Junho e 12 de Julho que refere que a qualidade do ar “viola todos os valores de segurança e de risco atribuídos pela Legislação Europeia e pela Organização Mundial de Saúde”.

Em declarações à agência Lusa, fonte oficial da AZPO disse que a fábrica “desconhece por completo qualquer estudo efectuado” pela APA.

A Lusa refere que a “AZPO encomendou, a uma entidade independente e reconhecida”, um estudo para avaliar a qualidade do ar junto de Fortes e que foi feito entre os 23 de Maio e 10 Julho.

Segundo as conclusões do estudo encomendado pela AZPO e já “entregue às entidades competentes”, disse a fonte citada pela Lusa que, “em nenhum dos dias abrangidos os parâmetros medidos alcançaram os limites previstos na lei, não deixando, por isso, qualquer dúvida de que a qualidade do ar que foi analisada é boa e não coloca de alguma forma a saúde pública em perigo”.

Recentemente, a fábrica anunciou um investimento superior a um milhão de euros que “vai permitir trabalhar nas melhores condições exigidas” pela indústria de extracção de óleo de bagaço de azeitona, conclui a agência Lusa.