“Feira do Livro de Beja tem múltiplos motivos de interesse”, diz Paulo Arsénio

A Feira do Livro “Solstício das Palavras” continua a decorrer, em Beja, numa iniciativa que se prolonga até, ao próximo domingo, com um conjunto de propostas para todos os gostos. Hoje o destaque vai para a apresentação de dois livros e para uma noite de contos.

Esta é a primeira edição da Feira do Livro “Solstício das Palavras”, um evento organizado pela Câmara de Beja, em parceria com a ASSESTA – Associação de Escritores do Alentejo.

Tertúlias com escritores, sessões de autógrafos, espetáculos, exposições, atividades para pais e filhos e feira do imaginário e artesanato urbano são algumas das sugestões para os visitantes do evento que abriu portas na segunda-feira.  

“Múltiplos motivos de interesse” para “os munícipes” visitarem a Feira, afirma Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja.

Nesta sexta-feira, pelas 18:30 horas decorre o lançamento do livro “Nada Mais Havendo a Acrescentar”, de Vítor Encarnação, numa conversa conduzida por Jorge Serafim.

Às 19:30 horas, acontece mais uma conversa moderada por Francisco Colaço, no âmbito da apresentação do livro “Reflexões e(m) Poesia em Tempos de Poesia”, da autoria de José Fernando Rosa Mendes.

À noite, a partir das 21:00 horas, realiza-se a iniciativa “Mil e uma Noites, Mil e uma Histórias”, com a contadora de histórias, Cláudia Fonseca.

As três iniciativas decorrem no logradouro do Centro Unesco.