FENAREG debate desafios para o regadio

A FENAREG- Federação Nacional de Regantes de Portugal e a Associação de Beneficiários do Mira organizam entre hoje e amanhã, em Odemira, o Encontro Regadio 2019- XII Jornadas FENAREG.

A Federação associa-se também às comemorações dos 50 anos do Aproveitamento Hidroagrícola do Mira.

Os trabalhos incidem sobre “o trinómio Agricultura Ambiente-Território e os múltiplos desafios com que os Aproveitamentos Hidroagrícolas a nível nacional se confrontam, para além da sua missão principal como gestores de recursos hídricos para a Agricultura”, salienta a Federação.

Durante o encontro é também apresentado o “Contributo para uma Estratégia para o Regadio 2050”, um estudo realizado pela Agroges para a FENAREG que aponta caminhos orientadores das políticas públicas de regadio até 2050, propondo um plano de ação até 2027 e os instrumentos financeiros para modernizar o regadio em Portugal.

O Encontro Regadio 2019 culmina com uma mesa redonda sobre “Os desafios para o Regadio”, com a participação de oradores convidados em representação das entidades que tutelam o regadio e das organizações dos agricultores regantes.

José Núncio, presidente da FENAREG refere que o encontro anual servirá também, para fazer um “balanço e o ponto de situação”.

A Federação diz estar “expectante com o novo Ministério da Agricultura”.

Amanhã, será realizada uma visita a explorações agrícolas e pontos de interesse da infraestrutura do Aproveitamento Hidroagrícola do Mira.

A sessão de encerramento, deste primeiro dia do Encontro está a cargo de Maria do Céu Albuquerque, ministra da Agricultura.