FENAREG debate futuro do regadio

A Federação Nacional de Regantes de Portugal (FENAREG) organiza entre hoje e amanhã, em Montes Velhos, concelho de Aljustrel, as XI Jornadas FENAREG – Encontro Regadio 2018.

A iniciativa tem a colaboração da Associação de Beneficiários do Roxo. A Federação associa-se assim às comemorações dos 50 anos daquele perímetro de rega.

Os trabalhos incidem sobre as políticas públicas que irão marcar o futuro do sector, “num importante momento de reflexão e de definição de estratégias de desenvolvimento da agricultura e dos territórios rurais”, revela a Federação.

Durante as Jornadas será apresentado um contributo para o desenvolvimento de uma Estratégia Nacional para o Regadio até 2050 que engloba um modelo de financiamento para o período 2020-2050.

O regadio público na área de influência de Alqueva será outro dos temas em destaque nas Jornadas.

A FENAREG e a Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo (FAABA) vão apresentar um estudo que propõe “um novo modelo de gestão da rede primária e das redes secundárias de distribuição da água no perímetro de rega de Alqueva e nos perímetros confinantes e que defende uma política articulada de tarifários”.

As Jornadas encerram, amanhã, com um almoço comemorativo dos 50 anos do Aproveitamento Hidroagrícola do Roxo, com a presença do Ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos.