FITA propõe mais de 40 espectáculos em 11 dias no Alentejo

Tierras”, de Cuba, “Pareja Abierta”, das Honduras e “Kangalutas”, de Portugal e da Guiné, são as propostas para o arranque, hoje, do FITA- Festival Internacional de Teatro do Alentejo 2019, em Beja, Grândola e Santiago do Cacém, respectivamente.

Nesta sexta edição, o FITA apresenta uma maior diversidade de espectáculos, de teatro, dança, conversas informais e concertos de música, integrados na programação paralela do festival.

“Mais de 40 espectáculos, provenientes de 10 países diferentes, vão encher o Alentejo de teatro ibero-americano”, anuncia a companhia de teatro Lendias d’Encantar, entidade promotora da iniciativa. Este ano, pela primeira vez, marcam presença no festival companhias de teatro oriundas das Honduras e de Porto Rico.

Ao todo são 11 dias de espectáculos, de 14 companhias provenientes de Cuba, Brasil, Honduras, República Dominicana, Guiné, Portugal, Uruguai, Argentina, Chile e Porto Rico. Estão previstos cinco concertos e três conversas informais.

António Revez, director artístico do festival refere que a sexta edição do festival propõe “muita programação de qualidade” e espera que as “produções teatrais sejam do agrado do público”.

O FITA decorre em Beja, Mértola, Aljustrel, Almodôvar, Santiago do Cacém, Grândola, Ponte de Sor, Campo Maior e Elvas. O Festival vai ainda a Lisboa, à Casa da América Latina, onde apresentará dois espectáculos.

A inauguração oficial do FITA 2019 acontece, esta noite, às 21 horas, no Pax Julia- Teatro Municipal de Beja, com um beberete com vinhos alentejanos, seguida do primeiro espectáculo do festival, em Beja, às 21h30.

O Festival Internacional de Teatro do Alentejo acontece até dia 24 de Março.

 

 

Fotografia: Leonardo Linares