“Forte de Peniche Memória Resistência e Luta” apresentado em Aljustrel

No âmbito do “Encontro com a Escrita”, e integrado nas comemorações do 25 de Abril, a Biblioteca Municipal de Aljustrel apresenta, esta tarde, pelas 18 horas, o livro “Forte de Peniche Memória Resistência e Luta”.

A obra da responsabilidade da União dos Resistentes Antifascistas Portugueses (URAP), vai na 4.ª edição e pretende divulgar o Forte de Peniche como cadeia política e a vida dos antifascistas lá encarcerados.

O livro inclui uma lista dos 2.494 presos que cumpriram penas na cadeia de Peniche, entre os quais, Adelino Pereira da Silva, o representante da URAP que apresenta o livro, esta tarde, em Aljustrel.

“Este livro, que quer preservar a memória do Forte, a breve história da fortaleza, as diversas fugas para retomar a luta – nomeadamente a fuga colectiva de 1960 que incluía Álvaro Cunhal – e a libertação dos presos a 27 de Abril de 1974, também procura contribuir para que prossiga o movimento de opinião que leve à criação, no Forte de Peniche, do Museu Nacional da Resistência e da Liberdade, um digno espaço de memória e homenagem à resistência e à luta antifascista”, anuncia a Câmara de Aljustrel.