GNR desenvolve “Operação Baco”

A Guarda Nacional Republicana (GNR) está a intensificar a fiscalização da condução sob influência de álcool. Segundo os militares, “o objectivo é prevenir a sinistralidade rodoviária e aumentar a segurança dos utentes da via”.

As acções de fiscalização são direccionadas para as vias onde as infracções por excesso de álcool são mais frequentes.

Estão empenhados militares dos comandos territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito.

Desde o início do ano e até ao dia 13 de maio, foram fiscalizados cerca de 540 mil condutores, tendo sido registados 8 239 excessos de álcool, dos quais 3 332 exerciam a condução com uma taxa crime igual ou superior a 1.2 gramas por litro (g/l).

Segundo a GNR, “a condução sob a influência do álcool é uma das principais causas da sinistralidade rodoviária grave em Portugal”.