GNR na estrada com “operação moto”

A GNR está na estrada com mais uma “operação moto”. Os militares estão a realizar ações de sensibilização e de fiscalização rodoviária na sua área de responsabilidade, no sentido de prevenir comportamentos de risco durante a condução de motociclos e ciclomotores nas vias com maior intensidade de tráfego.

O objetivo da operação é “inverter a tendência de aumento da sinistralidade e contribuir para um ambiente rodoviário mais seguro”.

Durante a operação estão empenhados militares dos Comandos Territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito (UNT), que estão especialmente atentos ao uso de capacete, manobras perigosas, excesso de velocidade, não utilização de equipamentos de proteção, estado dos pneus, sistemas de iluminação e matrícula, condução sem habilitação legal e condução sob efeito do álcool ou droga.

Os militares estão ainda a efetuar ações de sensibilização dirigidos aos condutores de motociclos e ciclomotores, para aconselhar o uso do capacete, vestuário de proteção resistente e material retrorrefletor, a obrigação de circular sempre com os médios acesos, para ser visto, não circular entre filas de veículos e adequar a velocidade ao estado do piso e garantir as distâncias de segurança.

De acordo com os dados disponibilizados pela Guarda Nacional Republicana, entre 2018 e 2019, 1 123 pessoas ficaram gravemente feridas ou perderam a vida em acidentes de viação com veículos de duas rodas.