GNR promove Operação “Viajar Sem Pressa”

A Guarda Nacional Republicana está a realizar ações de sensibilização e de fiscalização rodoviária intensiva de controlo da velocidade, “com o objetivo de promover uma cultura que resulte em comportamentos mais seguros por parte dos condutores e na diminuição da sinistralidade rodoviária grave”.

Segundo a GNR, “o excesso de velocidade continua a constituir em Portugal uma das principais causas da sinistralidade rodoviária grave, seja pela diminuição do tempo de reação do condutor para fazer face a um imprevisto, ou pelo agravamento das suas consequências em resultado da maior violência do embate”.

No comunicado enviado às redações os militares informam que “quando a velocidade duplica, a distância de travagem quadruplica, e em caso de acidente, a probabilidade de resultarem vítimas mortais ou feridos graves aumenta 8 a 16 vezes.”

No ano passado e no primeiro semestre de 2019, a GNR controlou “cerca de 11 milhões de veículos, dos quais 232 532 circulavam em excesso de velocidade”.

Nesta operação estão empenhados militares dos Destacamentos de Trânsito dos Comandos Territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito.