GNR realiza Operação “Turismo Seguro”

A GNR está a intensificar o policiamento de proximidade nas zonas de maior densidade populacional, e a sensibilizar os cidadãos, para a  adoção de comportamentos para prevenir os potenciais riscos e perigos da criminalidade associada ao turismo.

No comunicado enviado às redacções, em passeios a pé, os militares aconselham a não ostentar joias, relógios ou outros objetos de valor elevado, nunca juntar os códigos e os cartões de crédito e não ter todo o dinheiro, telemóvel e cartões num só sítio.

Os cidadãos devem usar roupa que tenha bolsos interiores com fecho, de forma a dificultar o furto por carteiristas, usar as mochilas no peito e evitar andar sozinho em zonas desertas e em horas de menor afluência de pessoas.

Nas residências de férias, a Guarda Nacional Republicada, pede aos cidadãos, que caso a habitação tenha cofre, guardar aí os objetos mais valiosos ou suscetíveis de furto, ao sair da habitação, verificar se janelas e portas ficam bem fechadas/trancadas e durante a noite, não dormir de janelas abertas.

Os militares pedem à população para nunca deixarem objetos de grande valor à vista (…) e caso a residência seja alvo de furto, informar as autoridades assim que possível.

Em passeio/visita de locais turísticos de automóvel, a GNR aconselha a nunca deixar objetos à vista no interior do veículo e ao abandonar o carro, certificar-se que este ficou trancado e com os vidros fechados.

Após estacionar, não devem ser tirados objetos do habitáculo para a mala do veículo e em caso de furto, as autoridades devem ser imediatamente informadas.