GNR termina “Operação Floresta Segura”

A Guarda Nacional Republicana termina, hoje, as acções de sensibilização junto das populações sobre a problemática dos incêndios florestais.

As iniciativas levadas a cabo pelo SEPNA- Serviço de Protecção da Natureza e Ambiente e pelo GIPS- Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro tiveram como objectivo alertar para a importância dos procedimentos preventivos a adoptar nesta altura do ano, nomeadamente sobre o uso do fogo, a limpeza e remoção de matos e a manutenção das faixas de gestão de combustível, tendo em vista a redução do número de ocorrências e a minimização dos riscos de incêndio florestal.

Segundo a GNR, no ano passado arderam mais de 527 mil hectares de mato e floresta, mais 367 mil hectares do que 2016.

No comunicado, a Guarda Nacional Republicana indica ainda que foram registadas 21 952 ocorrências e 9 864 crimes. De acordo com o mesmo documento, foram detidos 65 indivíduos por incêndio florestal, 919 pessoas foram identificadas e houve um total de 4 578 contra-ordenações.