Governo apresenta investimento de 37M€ em Moura

O Ministro da Agricultura, Capoulas Santos, presidiu à apresentação, na Feira de Setembro, em Moura, do novo perímetro de rega Moura/Póvoa/Amareleja. O investimento de cerca de 37 milhões de euros vai criar 10 mil hectares de regadio no concelho.

O Governo estima que o novo perímetro de rega fique concluído em 2021. O investimento insere-se no plano de alargamento do regadio de Alqueva em 50 mil hectares, a que se juntam outros 50 mil hectares em vários pontos do país. Este alargamento deverá criar mais de 10 mil postos de trabalho na agricultura.

Capoulas Santos lembrou que em 2015 o anterior Governo “deu por encerrado o projecto de Alqueva”.  O Governo PS entendeu que “havia potencial de crescimento” e decidiu avançar com o alargamento de Alqueva em mais 50 mil hectares.

“A transformação do Alentejo está a operar-se e à vista de todos”, sublinhou Capoulas Santos. O Ministro da Agricultura focou o caso do Olival, um sector com grande potencial de crescimento.

“Nós tínhamos uma capacidade de produção no país de cerca de 40% das nossas necessidades. Hoje triplicámos essa capacidade e uma boa parte dos olivais não começou sequer a produzir”, adiantou.

Neste momento há um conjunto significativo de produtos que o país importava e que deixou de comprar nos mercados externos em resultado dos investimentos no sector agrícola.

“A Agricultura tornou-se num dos sectores em que as exportações mais crescem (…) a uma média de 10% ao ano”, concluiu o governante.

Antes da apresentação do novo perímetro de rega Moura/Póvoa/Amareleja, Capoulas Santos inaugurou o Lagar da Herdade de Vale Formoso e visitou a Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos.