Governo reconhece problemas nas ligações ferroviárias a Beja

O Ministério do Planeamento e das Infraestruturas admite a existência de problemas nas ligações ferroviárias entre Beja-Casa Branca-Beja.

Em resposta a várias questões colocadas pelo Grupo Parlamentar do PCP, a quando da substituição dos comboios por autocarros na ligação Beja-Casa Branca, o governo reconhece que o material circulante “apresenta uma idade média elevada, tem baixas velocidades comerciais e elevados custos de manutenção”.

O Ministério do Planeamento admite a necessidade de “proceder à ampliação e renovação do parque de material circulante da CP, nomeadamente ao nível do material diesel para as várias linhas que ainda funcionam com esse tipo de tracção (entre as quais, o troço Casa Branca – Beja), situação que está em análise conjunta com a empresa”.

O Governo frisa ainda que “enquanto não se verificar a electrificação da linha ou a renovação do parque de material circulante, a CP terá que continuar a operar com os recursos disponíveis, prestando o melhor serviço possível dentro das limitações existentes”.

João Ramos, deputado do PCP eleito por Beja, realça que o governo, apesar de não assumir compromissos, “reconhece” que o problema só será resolvido com a electrificação da linha.