Governo reduz apoios ao Conservatório Regional do Baixo Alentejo

O orçamento aprovado do Conservatório Regional do Baixo Alentejo (CRBA), sediado em Beja, para o próximo ano é de cerca de 1,4 milhões de euros.

Apesar de ser “um orçamento expressivo”, Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja que irá assumir a partir de janeiro a presidência do Conselho de Administração da instituição, sublinha a existência de “alguns constrangimentos” devido “ao corte de verbas” por parte do Ministério da Educação, na ordem dos 100 mil euros.

Para o autarca de Beja, trata-se de um desafio que aquele Conselho de Administração terá pela frente, no próximo ano.

Assegura que o Conselho de Administração constituído pelos municípios de Beja, Castro Verde e Moura terá que ter “a imaginação” de conseguir evitar a criação de “um buraco financeiro”.

Paulo Arsénio frisa que se trata de uma situação que será revista e espera contar com a ajuda do Ministério.

Na passada quinta-feira, dia 22, o Conselho de Administração da instituição que, neste ano letivo, acolhe cerca de 580 alunos, reuniu-se e deliberou a saída do município de Alvito e a entrada do município de Moura para a administração.