Governo sem previsão para a abertura da A26

O Governo não tem data prevista para a abertura da A26. O troço que liga Beja a Sines está encerrado porque “o concessionário não constrói a Praça de Portagens”, disse Pedro Nuno Santos, Ministro do Planeamento e Infraestruturas, que esteve, ontem em Beja, na reunião extraordinária do Conselho Regional da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA).

O Ministro disse aos jornalistas que o Governo está a “estudar uma solução mais célere”. Em cima da mesa está a hipótese de integrar a Praça de Portagens “na concessão da Brisa da A2″.

A reunião extraordinária debruçou-se sobretudo no Programa Nacional de Investimentos 2020-2030.

Pedro Nuno Santos referiu  que a “vinda dos 250 militares para a Base Aérea de Beja, e a mudança da esquadra 502 de grandes aviões de transporte militar, do Montijo para Beja vai custar ao Governo meia centena de milhões de euros”.

O Ministro do Planeamento e Infraestruturas disse ainda que o Plano Nacional de Investimentos inclui a conclusão do IP8 e um investimento na variante de Aljustrel com o objectivo de “melhorar o acesso à zona de extracção mineira”, no âmbito do programa de valorização de áreas empresariais.