Habitação leva maior fatia do orçamento das famílias alentejanas

Comparativamente a 2010/2011, a despesa média anual no Alentejo cresceu 6,7%.

Na região, as despesas com habitação (32,2%), produtos alimentares (17,1%) e com transportes (13,9%) representam a maior parcela dos gastos médios das famílias.

No Alentejo o ensino é área onde as famílias menos gastam. As despesas ficam pelos 1,3% do orçamento familiar.

O Alentejo é a região do país com a maior proporção de despesas com produtos alimentares. 

Por região, apenas o valor da despesa anual média na Área Metropolitana de Lisboa ultrapassa a média da despesa no país, em cerca de 14,6%. As restantes regiões apresentam uma despesa anual média mais baixa do que a verificada ao nível nacional. O INE destaca a assimetria verificada em regiões como o Alentejo onde a despesa fica a baixo da média nacional em 14,4%.